Pages - Menu

terça-feira, julho 14, 2020

Confira aqui a História de mais um ATLETA BUIQUENSE que contribui para o DESENVOLVIMENTO do futebol de várzea de BUÍQUE

Por: Prof. Jandilson

Um dos maiores jogadores de várzea de Buíque e região um cara simples, tranquilo amigo de todos e que fez história no futebol buiquense, o qual quando garoto já encantava com a bola nos pés, gostava de fazer manobras incríveis com ela, deixava todos em sua volta louco com tais manobras fazia embaixadinha de todas as formas com o corpo, era encantador, porém nem sempre os reis de embaixadinhas são ou serão grandes jogadores, mas com ele foi diferente em campo ou quadra dava gosto de vê-lo jogar dribles criados por ele que a garotada tentava copiar, outros viviam em sua porta para que o mesmo ensinasse aqueles fundamentos que poucos tinham, estamos falando do grande (Rinaldo Leão) cara diferenciado no futebol, nos tempos de bolas dente de leite era Leão quem fazia os remendos das bolas, eram centenas imaginem ai a quantidade de bolas que o mesmo já consertou, na antiga quadra da feira e no Vigário João Inácio já era certo a presença dele.

Na época de adolescente andava com seus colegas para as quadras da cidade que não eram muitas apenas duas e uma delas que lotavam para jogos entre amigos era onde é hoje o INSS, Rinaldo era disputado por todos para que jogasse em sua equipe do outro lado tinha o outro mestre Lila então quando esses mestres estavam em quadra nenhum adversário deixava os mesmos na mesma equipe, porém era o sonho de muitos verem os dois nas principais equipes de Buíque juntos e quem sabe em um time profissional no cenário brasileiro, Leão montou escolinha de futebol no Alto da Alegria por volta de 97, porém por falta de apoios não teve como dar continuidade, mas os buiquenses queriam vê-lo mesmo era dentro dos combates com a bola nos pés o que sabia fazer de melhor.

Logo deu início ao futebol amador adulto participando de amistosos em Buíque e cidades vizinhas, jogando no Altinense que até hoje se mantém com o presidente da entidade (Bila), logo começaram a perceber o jogador diferenciado, garoto com passes, dribles curtos alguns que ele mesmo criava, os torcedores do Altinense iam ao delírio com o grande meio campista camisa 10 Leão, quando outras equipes buiquense iam jogar nas cidades vizinhas os adversários logo perguntavam por ele o cara tinha talento já era considerado como jogador profissional por muitos, quando diziam que ele não era ficavam mais ainda encantado com seu talento dentro de campo.

Muitos jogadores buiquenses inclusive os do Alto da Alegria tinham Rinaldo como espelho não era de menos o cara não se envolvia em confusão tinha tudo para ser um dos grandes jogadores profissional de grandes equipes do Brasil não é exagero, porém como outros nunca teve um trabalho de base para motivar os garotos e mostrar a realidade do futebol brasileiro e com isso termos grandes jogadores nas principais equipes do profissional.

Em seguida ajudou a montar uma das melhores equipes amadora que Buíque já teve o Vasco do Alto que tinha como presidente e técnico, Josa, o Vasco fazia grandes amistosos com as principais equipes dos municípios algumas que já disputavam competições organizadas pela federação pernambucana de futebol e Ligas do interior e participando desses jogos Rinaldo conseguia se destacar e ganhava respeito e admiração pelos os adversários, começaram os grandes convites para o Cultural, Leão XIII e outras equipes que participavam de competições federadas a final muitos buiquenses queriam ver ele jogar ao lado de Lila que era ídolo no futebol buiquense e região.

Ao ver Rinaldo jogando um senhor perguntou se ele queria fazer um teste no Sport Clube do Recife dizem que o mesmo se escondeu para não ir, o Flamengo de Arcoverde que nos anos 90 era a sensação do interior de Pernambuco fizera vários convites ao mesmo, porém nunca foi do interesse de Rinaldo deixar Buíque para tentar a sorte nas equipes profissionais do Brasil.

O mesmo ainda teve passagens por outras equipes buiquense amadora o Atlético de Buíque que tinha como presidente Adauto Nilo, São Félix do Alto da Alegria o presidente era Zé Ilton, jogou no Alto Cardeal do ex goleiro Babau, tentou uma retomada no Vasco, porém não deu mais certo tem futebol para jogar em qualquer equipe no máster mais o mesmo não tem interesse por competições de futebol, repito Rinaldo era a sensação do futebol amador de Buíque e Região, os campos lotavam no Alto para vê-lo jogar.

(Segundo o mesmo falta interesse dos jovens por práticas esportivas haja vista que na época dele e de outros não tinham as chances que os mesmos tem hoje em dia).

Um comentário: